Nossa Senhora do Carmo

Mas como surgiu a ordem de Nossa Senhora do Carmo e o Escapulário? De onde remonta esta Tradição?

Uns tantos discípulos de Elias escolheram o alto do Monte Carmelo para ali abraçarem a contemplação, e permaneceram na sucessão das gerações, até a vinda do Senhor.

Mas, o primeiro documento histórico mencionando um grupo de eremitas no Monte Carmelo remonta de metade do séc. XII. Sob a direção de um Bertoldo, em 1154 ou 1155, um parente deste, Aymeric, Patriarca de Antioquia, o orientara no estabelecimento de um eremitério. São Bertoldo diz ter-se retirado com dez discípulos para o Carmelo em virtude de uma aparição de Santo Elias. Essa comunidade recebeu pouco depois, do Patriarca de Jerusalém, uma regra de conduta que, em 1247 foi definitivamente emendada e aprovada pelo Papa Inocêncio IV.

Estava assim constituída a Ordem do Carmo.

 

Receba em sua casa o Escapulário de Nossa Senhora do Carmo. Clique aqui e peça já!

 

A primeira vestimenta foi confeccionada por Deus

 

A primeira veste de que se tem notícias remonta ao Paraíso. Conta-se no Gênesis (3,21) que, após a queda de nossos primeiros pais, o próprio Deus confeccionou túnicas de pele e com elas os revestiu.

Várias referências as vestimentas são feitas em diversas circunstâncias ao longo das Sagradas Escrituras. Uma túnica porém, ocupa o lugar principal entre todas as vestimentas: aquela que os soldados deitaram sorte, por se tratar de uma peça de altíssimo valor, pelo fato de não possuir costura.

Uma piedosa tradição atribui às mãos puríssimas de Maria a arte desta confecção.

Por se darem conta da altíssima qualidade daquela peça, tomaram a resolução de não as rasgarem.

Assim vestia Maria a seu Filho Jesus, como esmerada e devotada Mãe.

Da mesma forma quer revestir também a nós, seus filhos adotivos. Mas… que roupa Ela nos oferece?

 

Os grandes privilégios do Escapulário

 

16 de Julho de 1251. São Simão Stock suplicava a Nossa Senhora ajuda para resolver um problema da Ordem Carmelitana, da qual era Prior Geral. Enquanto rezava, Nossa Senhora apareceu a ele, trazendo o Escapulário nas mãos e disse-lhe: “Filho diletíssimo, recebe o Escapulário da tua Ordem, sinal especial de minha amizade fraterna, privilégio para ti e todos os carmelitas. Aqueles que morrerem com este Escapulário não padecerão o fogo do inferno. É sinal de salvação, amparo e proteção nos perigos, e aliança de paz para sempre”.

Mas vale lembrar que o Escapulário não é um “amuleto mágico” que automaticamente nos leva para o Céu, independente da vida que levamos. O uso do Escapulário não nos dispensa das exigências de uma vida cristã.

Quem usa o Escapulário também pode beneficiar-se de indulgência plenária, que é a remissão de todas as penas do Purgatório, no dia em que recebe, e nas festas:

Nossa Senhora do Carmo – 16 de Julho

Santo Elias – 20 de Julho

Santa Terezinha – 1º de Outubro

Santos carmelitas – 14 de Novembro

São João da Cruz – 14 de Dezembro

São Simão Stock – 16 de Maio,

observando as condições para isso, como a confissão sacramental e a comunhão eucarística, e ter o real desejo de emendar-se e não praticar mais os pecados confessados, e também rezar um Pai-Nosso, uma Ave Maria e um Glória nas intenções do Santo Papa.

 

Receba em sua casa o Escapulário de Nossa Senhora do Carmo. Clique aqui e peça já!

 

Como receber e usar o Escapulário?

 

1 – Qualquer padre tem poder para benzer e impor na pessoa o Escapulário.

2 – Essa bênção e imposição valem para toda a vida, portanto, basta recebê-lo uma vez.

3 – Quando o Escapulário se desgastar, basta substituí-lo por um novo.

4 – Mesmo quando alguém tiver a infelicidade de deixar de usá-lo durante algum tempo, pode simplesmente retomar o seu uso, não é necessária outra bênção.

5 – Uma vez recebido, ele deve ser usado sempre, de preferência no pescoço, em todas as ocasiões, mesmo enquanto a pessoa dorme.

6 – Em casos de necessidade extrema, como doentes em hospitais, se o Escapulário lhe for retirado, o fiel não perde os benefícios da promessa de Nossa Senhora.

7 – Em casos de perigo de morte, mesmo um leigo pode impor o Escapulário. Basta recitar uma oração a Nossa Senhora e colocar na pessoa um escapulário já bento por algum sacerdote.

8 – O Papa São Pio X autorizou substituir o Escapulário por uma medalha que tenha de um lado o Sagrado Coração de Jesus e do outro uma imagem de Nossa Senhora. Mas a recepção deve ser feita com o escapulário de tecido.


Espero que este artigo lhe tenha feito muito bem espiritualmente. Caso desejar, inscreva-se em nosso site para fazer parte de nossa família de almas e receber sempre conteúdos católicos de qualidade em seu email.

CADASTRE-SE