fbpx
Sua Doação | Boleto | Carnê Digital

São José modelo de Pai

Campanha Família é Vida

A Associação Maria Rainha dos Corações está comprometida com a evangelização das famílias, para que aprendamos a seguir o modelo de família agradável aos olhos de Deus, que é a Sagrada Família de Nazaré!

Neste sentido, nossa Associação criou a Campanha Família é Vida, que procura apresentar às famílias este caminho seguro para a felicidade familiar e também unir esforços e ações em favor do direito à vida.

Nesta página, você conhecerá São José, Chefe da Sagrada Família, Protetor da Santa Igreja, não com estes títulos, mas, como modelo de Pai.

E também convidamos a você e toda a sua família a fazer o ato de Consagração da família a São José, para que, assim como o Chefe da Sagrada Família custodiava tudo, seja Ele também o guia e protetor da sua família.


CONVITE: Clique no link abaixo e consagre sua família a São José.

Faça o Ato Solene de Consagração de sua família a São José.

Quem é este Varão Justo do qual nos falam as Sagradas Escrituras?

São Mateus, no Evangelho, define São José como um homem justo.

Isto nos recorda sua retidão moral, sua sincera concessão à prática da Lei e também a total abertura e obediência à vontade do Pai celestial.

Mesmo nas situações mais difíceis, dramáticas, nas provas mais árduas e nos aparentes desmentidos, nunca tomou para si o direito de discutir qualquer projeto de Deus.

Mas quem de fato foi São José?

Existem escassos dados biográficos acerca de São José. O que sabemos sim é que era da estirpe real de Davi. Virgem, casado com Nossa Senhora. E mantiveram virgindade depois do casamento.

Esteve presente no Santo Natal. Levou Nossa Senhora e o Menino Jesus até o Egito e depois voltaram.

Em seguida… grande silêncio sobre ele.

– ℘ –

Podemos tomar em consideração que São José deve ter sido um dos maiores Santos – não nos faltam razões para considerá-lo como o maior Santo – da história. Ele foi escolhido para a mais sublime missão: Pai adotivo do Filho de Deus humanado e esposo da Mãe de Deus.

Mas e São João Batista?

Nenhum santo teve dos lábios de Nosso Senhor maior elogio do que São João Batista. Mas, Nosso Senhor exalta São João Batista sobre os profetas do Antigo Testamento, não sobre todos os santos.

São Mateus esclarece perfeitamente esta questão: “Entre os nascidos de mulher não há maior profeta que João Batista" (9,2). De fato excedeu a todos no dom da profecia. Mostrou o Cordeiro de Deus: “Este é o que vem depois de mim; e eu não sou digno de lhe desatar a correia do calçado" (Jo 1,27).

Mas não diz que excedeu a todos na graça e na santidade.


(Brandão, Ascânio. São José. Leituras Católicas de Dom Bosco, Fev-1943)

CONVITE: Junte-se a nós nesta campanha pela família, pela vida e pelo Brasil! Clique no botão abaixo, faça uma doação e participe desta iniciativa fundamental para o futuro da sociedade!

Uma grande vocação

Como terá sido o homem que Deus destinou a ser o Pai legal de Nosso Senhor? Pai legal porque, São José, como Esposo de Maria Virgem, tinha direito sobre o fruto das entranhas d’Ela, embora não fosse pai no sentido biológico.

Como será que Deus adornou sua alma, quantas graças concedidas a esse homem, diante de tamanha missão a qual haveria de cumprir, e que deveria estar à altura desse papel?

Ora, se Deus tanto respeitou e venerou Nossa Senhora, quanto então deverá ter venerado também a São José ao escolhê-lo para acompanhá-La, sustentá-La e protegê-La?

Ainda mais, de todas as funções de um Esposo, Mantenedor da Sagrada Família, também as funções de um pai. E Pai do Filho de Deus!

O pai de família deve tomar São José por guia e orientador no desempenho cabal da árdua missão do lar, nutrir a família, educar na graça de Deus, pois São José é o “Domesticae Vitae Decus" *.

Se os pais de família de hoje soubessem o segredo da vida realmente cristã, pautariam seus atos pelos belos exemplos de São José. Qual a razão de tantas desordens nas famílias? Porque não tomam por guia na vida do lar o grande Patrono.

* Glória da vida no Lar. (Ladainhas de São José)


Reze agora a Novena de Santa Giana Molla, padroeira da nossa Campanha Família é vida.

Modelo por excelência do papel de um pai

São José era a imagem do Pai aos olhos do próprio Filho de Deus! Na vida cotidiana, São José, que era o chefe da casa, exercia de fato autoridade sobre o Menino Jesus e Maria Santíssima.

Bem podemos imaginar a intimidade da Sagrada Família em suas rotinas diárias. Sublime espetáculo oculto aos nossos olhos, e que somente Deus e os Anjos foram dignos de testemunhar.

Ele, São José, era de fato pai no dia-a-dia. Respondia as dúvidas do Menino que ia crescendo. “Como se faz isso?", “Como se faz tal coisa?", Porque isso é assim?". E a tudo respondia, com auxílio da graça.

Quantos conselhos o Menino não pedia a seu pai…

É difícil alcançar estas cogitações, medir o privilégio de São José, na familiaridade da casa de Nazaré. Poder abraçar com ternura o Filho de Deus, que o chamava de pai, e também lhe pedia indicações de como proceder.

Por isso pedimos: São José, Modelo excelente de Pai, rogai por nós!

São José foi muito favorecido pelo auxílio Divino. Também pudera, tamanha missão que tinha a cumprir.

E como então imitá-lo na criação dos filhos? Difícil, podemos pensar.

Mas o que acontece é, de modo geral, os filhos se espelham nos pais. Os exemplos são bem mais efetivos que palavras.

E, por assim dizer, o comportamento de São José, a qual se espelhava o Menino Jesus, sempre foi exímio. Este é o ponto.

Muito cuidado com nosso comportamento diante dos filhos. Se eles, os filhos, vivem em um ambiente de mentiras, logo aprenderão a mentir. Se ouvem constantemente palavras chulas, ou mesmo palavrões, logo começarão a pronunciá-los também. Relaxo e desleixo, serão perfeitamente imitados.

A função de pai é uma função grave e séria. O que está em jogo é a alma de seu filho ou filha!

É recomendação constante dos Papas que a família deve sempre rezar unida. Assim com certeza permanecerão unidos. E não somente a petição de auxílio Divino, que por si só já se basta, mas também os filhos aprendem cedo a dignidade e a responsabilidade da família que necessita sempre do auxílio de Deus.

Papa Francisco convoca o "Ano de São José"

No ano de 1870, com o decreto Quemadmodum Deus, assinado em 8 de Dezembro, o então Papa Pio IX quis dar a São José o título de Padroeiro da Santa Igreja.

Agora, 150 anos depois, com a publicação da Carta Apostólica Patris corde, em 8 de Dezembro de 2020, o Papa Francisco instituiu o Ano Especial de São José, de 8 de Dezembro de 2020 a 8 de Dezembro de 2021.

“São José expressou concretamente a sua paternidade ao ter convertido sua vocação humana na oblação sobre-humana de si mesmo ao serviço do Messias".

Oração a São José, Modelo de Pai

Ó amadíssimo São José.

“Dignai-vos, ó amadíssimo São José, aceitar a consagração que de mim mesmo vos faço. A vós me consagro inteiramente, a fim de que sejais sempre meu Pai, meu Protetor, meu Guia no caminho da salvação. Impetrai-me uma grande pureza de coração e grande amor à vida interior. Fazei com que, a vosso exemplo, todas as minhas ações se dirijam para a maior glória de Deus, em união com o Coração Divino de Jesus, com o Coração Imaculado de Maria e convosco. Finalmente rogai por mim a fim de que possa ter parte na paz e alegria que gozastes na vossa santa morte.”

“E Vós, Senhor, que na vossa inefável providência Vos dignastes escolher o Bem-aventurado José para esposo de vossa Santíssima Mãe, concedei-me propício que mereça ter como intercessor no Céu àquele a quem na Terra venero como meu Protetor.”