Dia das Mães

Dia das Mães

FALTAM AS MÃES!

Este fato ocorreu com Napoleão Bonaparte.

Certa vez ele conversava com uma nobre francesa, muito famosa por sua sabedoria e inteligência, Madame Campan. Bonaparte estava organizando um projeto para ser aplicado em toda a França para formar uma geração nova de princípios sãos, alma sã, de coração nobre e são. 

O imperador tinha em seu projeto todo um sistema idêntico ao que usava com suas tropas, a organização unida à obediência e expunha tudo como em uma operação de guerra. Madama Campan ouvia tudo atentamente e em silêncio. Foi quando Napoleão parou de falar e pediu a sua opinião.

 – Majestade! Ao meu ver, seu projeto é bom, mas está incompleto. Uma coisa ainda falta para que os meninos e jovens sejam bem educados e consigamos essa brilhante regeneração da sociedade.

– O que falta? Mais escolas? Posso criar uma universidade a mais em cada região da França!

– Não! Majestade, faltam as mães! É preciso ter mães exemplares, que plantem no coração dos filhos as verdades da Fé, e só assim a França será regenerada.

E o imperador, que havia perdido seu senso católico, ali parecia tê-lo recuperado por um tempo. Conta-se que ele chegou a entregar a educação de seu filho a uma senhora muito católica dizendo: “Senhora, entrego-vos este meu filho, fazei dele um grande cristão!”

Uma pessoa que estava ali riu das palavras de Napoleão, mas ele indignado respondeu: Sim, senhor, é preciso fazer meu filho um bom cristão, caso contrário, não será um bom francês!

Mães! Rezais por vossos filhos?

Clique aqui e deixe suas intenções, pois não há pedido feito por uma mãe, que não toque o coração de Maria Santíssima e de Cristo seu Filho.

O filho atrevido diz palavrões.. E um filho teimoso não obedece os pais… O filho vaidoso chega altas horas em casa… 

Conheci uma mãe que todos os dias fazia a via-sacra para que que seu filho, de dezesseis anos, não cometesse pecado mortal.

Houve uma mãe que comungava todas as manhãs para que seu filho, estudante, não tivesse mas companhias.

Conheci uma mãe que portava a Medalha da Sagrada Família dia e noite, sempre rezando para ter harmonia em seu lar entre todos da família.

Havia uma outra mãe que jejuava para conseguir que sua filha não arrastasse pela rua a honra e a alma.

Conheci uma mãe exemplar que todas as noites passava meia hora em oração pedindo perdão pelos pecados que seus filhos pudessem ter cometido no correr do dia.

Este é o amor de uma mãe, capaz de tudo por seus filhos! 

 

E se você não conhece nosso facebook, clique aqui!